6 erros comuns ao iniciar a dieta sem glúten

A dieta sem glúten está cada vez mais popular por diversos motivos: maior facilidade de diagnósticar distúrbios relacionados ao glúten, maior oferta de produtos sem glúten, maior número de profissionais com cientes do que é o glúten e as doenças a ele relacionadas e muita influência da mídia como uma dieta da moda.

Porém notamos alguns erros básicos e muito comuns de quem pratica a dieta sem glúten. Mas o blog está aqui para facilitar e compartilhar informação, então, se você estava cometendo alguns desses erros, tenho certeza que a partir de hoje isso é passado!

1- Existe sim, vida após o glúten!

crying for gluten free

A maioria das pessoas pensam que o seu mundo vai acabar por deixar de lado aquele pãozinho francês, biscoitinhos e etc…. Sem contar o desespero na hora do café da manhã, se perguntando o que comer.

Muita calma nessa hora! Temos tudo isso que você comia, porém muito mais gostoso e saudável.

Aqui mesmo você vai encontrar muitas receitinhas maravilhosas para fazerem parte do seu café da manhã e do seu dia-a-dia. (Clique aqui para ver as nossas receitas)

2- Substituir carboidrato por mais carboidrato

Pao-768x506

CUIDADO! Muito produtos sem glúten substituem a farinha de trigo por farinhas que também são pobres nutricionalmente como o amido, farinha de arroz e outras. Não tem nada de errado utiliza-las em suas receitas, mas faça sempre um mix variado de farinhas para obter um melhor aporte de nutrientes. (Aqui você encontra o nosso guia de farinhas)

Lembre-se, você está retirando o glúten de sua dieta para ter uma melhor qualidade de vida e ser mais saudável. Retirar o pão tradicional que é basicamente carboidrato e substitui-lo por carboidratos e calorias vazias, não irá te ajudar a atingir seus objetivos. (Leia mais no post ” Pão sem glúten, quanto comer por dia”)

3- Não saber ler rotulagem de alimentos

Para identificar se o produto é sem glúten e se é rico em nutrientes, é essencial saber ler a rotulagem dos alimentos. Você sabia que infelizmente temos muitas rotulagens incorretas nas prateleiras de supermercados?

Por exemplo o caso abaixo. O produto alega NÃO CONTER GLÚTEN porém, lei a lista de rotulagem:

almondega rotulagem

Sim, a farinha de rosca está entre os ingredientes, e como todos nós sabemos, farinha de rosca nada mais é que pão duro convencional triturado.

Este foi um caso real que aconteceu comigo quando comprei este produto de carne refrigerado. Além de casos como este, temos que nos atentar a rotulagem pois, o glúten pode estar presente em alimentos que nem desconfiamos como por exemplo, chocolate, bebidas UHT, molhos entre outros. No blog temos várias dicas de onde o glúten pode estar presente e também post sobre rotulagem de alimentos – clique aqui para ler. 

4- Achar que apenas a dieta sem glúten vai resolver sua vida

Dieta-ou-exercício-físico-1

Não é apenas retirar o glúten, mas unir esta opção junto a alimentos ricos em nutrientes e a prática de exercício físico. Parece clichê porém, todos nós temos ciência de como uma boa alimentação aliada a prática de exercícios traz qualidade de vida.

5- NÃO! Só um pouquinho de glúten não pode não!

comer-escondido

As pessoas as vezes me perguntam, mas você não pode comer nem um pouquinho? Nem essa bolachinha pequenininha? A resposta é não!

Na doença celíaca, muitas vezes, com a ingestão de pequenas quantidades de glúten você pode não apresentar sintomas convencionais como diarreia, dores abdominais e etc…porém, isso não significa que o glúten não está afetando a parede do seu intestino. A longo prazo, essas pequenas doses se tornam grandes problemas podendo até se tornar um câncer de intestino conforme relatado em vários estudos.

6- Não entender o que é contaminação cruzada e seus riscos

contmainação

Contaminação cruzada: Quando o uso do equipamentos para processar alimentos com glúten e sem glúten é incomum, ou quando o produto é armazenado no mesmo local de um ingrediente alergênico. Em algum momento da sua produção, ele pode ter sido contaminado e por mais que aquele equipamento foi higienizado, não há uma garantia de eliminação 100% dos ingredientes com glúten. (Leia mais aqui)

Isso não se aplica apenas a produtos industrializado. A contaminação cruzada pode ocorrer em restaurantes e até mesmo em sua casa ao utilizar utensílios de cozinha que não são destinados somente a produtos sem glúten ou colocar suas lindas farinhas sem glúten no armário junto com a farinha de trigo.

Isso vale muita muita atenção pessoal. É seríssimo e ao mesmo tempo, desperdiça todo o seu esforço em manter uma dieta sem glúten pois, na verdade você ainda está consumindo glúten vindo desta contaminação.

Espero que tenham gostado das dicas práticas que o blog trouxe hoje. E em caso de dúvidas, já sabe né? Manda um email ou escreve aqui para a gente 😉

Super beijos!!!!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s